Prêmios merecidos .. ou nem tanto.

13:33 Net Esportes 0 Comments

Um dia depois da festa de gala do Globo de Ouro, com todo o glamour de Beverly Hills e todas as estrelas do cinema marcando presença, nada melhor do que seguir na onda dourada dos cabelos cor de mel da linda loira apresentadora e premiar os melhores do futebol com a Bola de Ouro da FIFA. Eles distribuem muitas bolas de ouro lá em Zurique todos os anos, mas os voluntários selecionados para representarem o prêmio do fair play levaram para a casa uma bola normal mesmo, uma 'brazuca' com autógrafo dos três finalistas ao prêmio de melhores jogadores do ano. Quando chegaram em casa pensaram muita nela, na bazuca, para atirarem em suas cabeças e explodiram seus miolos. Foi o mesmo pensamento que alguns derrotados esboçaram quando viram seus rivais vencendo, e será que eles não mereciam mais o prêmio? A bola de ouro, não a de ar.

Tem sido engraçado essa premiação da FIFA. Todos os anos é praticamente a mesma coisa. O Messi, o Cristiano Ronaldo e mais um. Esse mais um é sempre um figurante, nunca ganha. É legal ver um goleiro na disputa, Manuel Neuer merecia estar lá, mas, pelo menos na Copa do Mundo, o goleiro Howard, dos Estados Unidos, fez muito mais milagres. Ele só não foi campeão do mundo. Nem chegou na grande decisão. Mas tomar poucos gols não é um mérito maior da defesa do time? Não importa agora, o que importa é que o prêmio fica entre o argentino e o português, como vem sendo nos últimos anos. E convenhamos, Messi não fez muito mais do que Ronaldo. Esse prêmio foi merecido ... os outros da noite nem tanto.

No feminino se não ganha a Marta ganha quem? Nadine Kessler? Ela é melhor mesmo que a Abby Wambach? Nem sei e pouca gente realmente sabe. O futebol feminino não é igual ao vôlei feminino ou o basquete feminino. No tênis sabemos que a Serena Williams, a Maria Sharapova ou Kim Clijsters jogam muito, mas no futebol conhecemos a Marta porque ela é brasileira. Sabemos que ela é o Pelé de saias, mas não sabemos se esse ano ela jogou bem porque ninguém mostra futebol feminino em nenhum lugar. Porém se não tem como saber se o prêmio feminio foi merecido ou nem tanto, o prêmio de melhor técnico e o de melhor gol fica muito fácil, afinal o Copa do Mundo aconteceu aqui na terrinha e não tem muitas gente civilizada com TV no quarto que não tenha visto nem sequer um pouquinho do bom e velhor futebol.

Me agrada ver o Cristiano Ronaldo vencendo porque mostra que em ano de Copa, a Copa não tem muita influência. Exceto quando se trata de escolher o melhor técnico. Joachim Löw é excelente, mas foi um a zero para a Alemanha na final. Messi poderia ter feito a diferença e ter feito Ronaldo chorar ontem. Di Maria poderia ter feito a diferença e o que dizer daquele cara que perdeu um gol na cara? Nem vale à pena citar seu nome. A Argentina ficou muito próxima da vitória ou do empate, perdeu apenas na prorrogação. Será que Löw faria o que fez Diego Simeone? Levar o Atlético de Madrid para uma final de Champions League foi muito mais difícil.


Já o gol mais bonito ficou com James Rodríguez. É um gol muito bonito, com plasticidade, mas não da a impressão que já vimos isso outras vezes? Agora o que dizer do gol de Robin van Persie? Você já viu alguma coisa igual antes? E sem falar que foi em uma goleada contra a então atual campeão do mundo Espanha. Fazer o que, faz parte. Alguns merecem, outros nem tanto. E o Brasil? Bom o Brasil não ficou de fora, porque em meio a tanto ouro existe também o rosa, com a Bola Rosa para a mais bela namorada de jogador, mesmo que o relacionamento já tenha terminado! E esse prêmio, que fosse para quem fosse seria merecido, ficou com a brasileira Bárbara Evans, sim, a filha da Monique, ela mesma.

0 comentários: