Chi Chi Chi Lê Lê Lê, viva Chile

21:38 Net Esportes 1 Comments

A situação da Copa América é tão feia que enquanto a Eurocopa precisa realizar eliminatórias, eles precisam convidar adversários da América Central. Isso não significa que a América do Sul deixou de ser a segunda maior força do futebol depois da Europa, só não se sabe até quando! Três grupos juntando aqui e catando ali. Classifica até dois que ficam em terceiro lugar, mas mesmo assim ainda pula direto para as quartas-de-final. Não empolga, os jogos não tem graça, os estádios não são modernos, as imagens não são plásticas (perde feio para a Copa do Mundo de Futebol Feminino no Canadá). Mesmo assim vai seguindo, o campeonato onde todos parecem fazer força para serem eliminados.

A Seleção Brasileira conseguiu a façanha de manter o mesmo nível da Copa do Mundo de 2014, ou será que foi pior? Não teve 7 a 1, mas teve eliminação precoce e "eliminação" de Neymar novamente. Mais uma vez o atacante se livra antes do vexame. Sua atitude no jogo contra a Colômbia onde acabou expulso por indisciplina foi inadmissível. Pior do que isso só mesmo o comportamento da mídia que fica endeusando o jovem jogador que, até hoje, ainda não aprendeu a suposta lição recebida naquele jogo do Santos onde foi impedido de cobrar um pênalti pelo técnico Dorival Júnior. O Brasil de Dunga vinha bem quando os amistosos eram fracos e as cobranças brandas, mas quando a coisa apertou não teve vontade de ganhar, como a maioria que ia jogar.

Argentina e Colômbia, na decisão por pênaltis, pareciam estar lutando para ver quem pegava o avião para casa. Até a semifinal ninguém, além do Chile, havia mostrado algum futebol relativamente convincente para de alguma forma merecer algo mais do que não ser eliminado antes da hora. O Peru tinha vontade, a Colômbia tinha esperanças e o Paraguai tinha sorte. Até que a Argentina finalmente foi Argentina. Mostrou porque havia disputado a final da Copa do Mundo, mostrou porque Messi é o melhor do mundo e mostrou que poderia vencer depois de mais de vinte anos sem erguer qualquer taça. Praticamente para uma Seleção não tem nada muito além de Copa do Mundo e Copa Continental para erguer taça, além da recentemente criada Copa das Confederações. Por isso o Chile jamais havia ganho nada.

Final entre Chile e Argentina foi mais do que merecido para ambos. Afinal foram os únicos que conseguiram goleadas. Mas após mostrarem que mereciam ser campeões, resolveram rebobinar a fita e retornar ao mundo do quem deseja mais perder do que o outro. A Argentina esqueceu tudo que havia feito na semifinal e não jogou praticamente nada, apesar que sua defesa impediu que o rival jogasse além da marca do pênalti. O Chile, apoiado por seu torcedor fervoroso e empolgado, ia para cima como se a maior chance de sua história fosse a única, porém só levou perigo uma única vez no final do tempo normal de jogo. Como castigo quase sofreu o gol no último minuto da partida.

Prorrogação terrível, ambos querem vencer, mas preferem não perder. A disputa então foi para as penalidades, onde podemos resumir como uma 'entrega' da taça da Argentina para os anfitriões. Em todas as sete vezes que a Copa América aconteceu no Chile, a Argentina chegou na final e venceu quatro. Desta vez porém o final não foi feliz. Messi segue sem ser campeão na sua Seleção. Enquanto isso o Chile alcança pela primeira vez uma taça de campeão. Um título que foi merecido pela bravura demonstrada desde a Copa do Mundo no Brasil onde perderam nos pênaltis para a Seleção Brasileira que, depois do que viria a ocorrer, acharia melhor ter perdido aquele jogo. Bravura esta que seguiu na Copa América, principalmente por estar sendo disputada em sua casa. Talvez o fator principal para que alguém fosse campeão neste torneio cheio de amarelão.

1 comentários:

Ron Groo disse...

Consegui! Embora tenha assustado todo mundo com o som do site...

E o Chile conseguiu! Finalmente ganhou uma copa América.
E o Jara... bom... Deixa ele pro Cavani,.