Quatorze anos

10:43 Net Esportes 15 Comments

O dia 1º de Maio além de feriado e dia do trabalho, é também uma data muito especial para se lembrar do grande ídolo Ayrton Senna da Silva, piloto da Fórmula 1 morto em um grave acidente ocorrido quatorze anos atrás. Mais do que um herói, Senna virou um mito do esporte, idolatrado por muitos e considerado o maior corredor de todos os tempos na categoria máxima do automobilismo.

Poucos vão esquecer daquela trágica manhã de domingo de 1994, Senna fazia um ano de estréia ruim pela equipe Williams, mas no GP de San Marino ele largava na pole-position, posição que ocupou 65 vezes em toda sua carreira, porém na sétima volta passou reto na curva Tamburello e sofreu um grave acidente, morreu algumas horas depois no hospital de Bolonha, Itália, Senna deixava assim um vazio nas pistas que jamais foi preenchido outra vez.

Em uma das maiores discussões que o mundo da Fórmula 1 vê atualmente é definir quem de fato teria sido o maior piloto da história, poucos apostam em lendas como Juan Manuel Fangio, Jackie Stewart ou Niki Lauda, e acabam sempre comparando Ayrton Senna com Michael Schumacher, piloto alemão que estabeleceu quase todos os recordes na era recente da competição, mas números não são o bastante para se definir este dilema, onde o que prevalece é o telento nato.

Assim Senna supera Schumacher pois fazia milagres na pista, corria bem na chuva e com carros até mesmo inferiores aos dos adversários, além de ter menos recursos tecnológicos e principalemnte por disputar com outros pilotos muito mais competentes do que os que duelavam com o alemão, entre os quais Alain Prost, Nigel Mansell e Nelson Piquet. A verdade é que a discussão nunca terá um fim, e a única certeza que fica é que Ayrton Senna deixará sempre uma grande saudade para seu fãs, por sua capacidade, perseverança e principalmente o caráter e a humildade, de uma pessoa que foi embora cedo, mas fez bonito enquanto viveu. (Fotos: Arquivo)

- INSTITUTO AYRTON SENNA

15 comentários:

J. Victor disse...

Eu ainda me lembro do caos que foi o dia da morte de Senna. Lembro de meus pais comentando, lembro do acidente passando na Tv como um flashback.

O Mais interessante é que Senna não era só um piloto. Era filantropo, ele era bom. Ele era humano.

o/

O MELHOR PILOTO!!

Lembro como se fosse hoje, eu estava acompanhando uns amigos que iriam jogar Futebol de Salão (coisa de bairro), e quando ainda estávamos no carro, no rádio ouvimos a notícia da batida.

Pra todos foi um choque, não teve um que não parou o carro pra ouvir o que tinha acontecido...

Trágico. Mas a vida é assim, infelizmente.

Abraços

Euzer Lopes disse...

14 anos...
Parece que aquele barbaridade vai ficr gravada eternamente na minha e na mente de milhões de brasileiros.
Custo a acreditar. Acho que as manhãs de domingo de ninguém foi mais a mesma.
E, tampouco, voltará a ser.

Marcelo disse...

Hoje faz 14 anos que perdi todo o meu tesão por fórmula 1. Eu e milhares de brasileiros. A gente estava acostumado com vitória, com o Rubinho passamos a torcer para perder de pouco... Eu, pessoalmente, desisti.

http://sacodefilo.blogspot.com

usuario disse...

UAHUHAUHAUHA
olha a cara do Shummy!! igual uma criança!! kkkkk

bom blog fera, muito conteudo de qualidade..

Dual Core disse...

kem matou ele foi o filho da puta do galvão..

fikava nakela de: vai ayrton..vai ayrton..

q ele terminou indo..!!

mas agora é serio..o cara faz falta!!
e como faz..ele com certeza é o maior idolo do esporte brasileiro se não mundial..

vlw por relembrar isso!!

abraço!

O Fênix disse...

ele me marcou
eu era muito novo qndo ele morreu
foi minha primeira tragedia

http://terradafenix.blogspot.com/

Feliciano Silva disse...

poxa,eu era muito pequeno e lembro pouco dele,mas emfim me da uma tristeza por saber que nenhum piloto brasileiro conseguiu ser o que ele foi

abraço

AFlavis disse...

Grande cara, ídolo, piloto... Senna era grande. E por isso a saudade é tão grande.

Beijos

Leandrus disse...

Aki no Rio está nublado, exatamente como há 14 anos atrás, quando assisti perplexo, quando ainda tinha 6 anos, o acidente do Ayrton. Lembro daquela semana em que o Brasil ficou em luto, assim como lembro que no mesmo dia teve Fla x Vasco no Maracanã, e as 2 torcidas juntas fizeram uma homenagem ao tricampeão: se eu estivesse no estádio naquele dia (como sempre vou aos jogos do Fla), com os mesmos 20 anos e a admiração por Senna que tenho hoje, seria inevitável chorar no meio da arquibancada.

Ateh!

Daniel Leite disse...

Esqueçamos sobre quem foi melhor. São épocas e circunstâncias diferentes. Senna foi, assim, fantástico. O que ele fez está para sempre marcado. E lá se vão 14 anos desse fatídico incidente, que se sobrepõe ao Dia do Trabalho por muitas vezes.

Senna jamais será esquecido mesmo. Um dos maiores da história sem dúvida nenhuma.

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Vinicius Grissi disse...

Engraçado que estava jantando com um amigo ontem à noite e falávamos sobre a morte do Senna, como ficamos tristes na época, sem saber que hoje completaria 14 anos. Muito interessante.

Um piloto foda! Uma pessoa foda! Uma morte foda de aguentar. Perda irreparável...

Loucos por F-1 disse...

Não se pode comparar Senna com Schumacher mesmo ele tendo batido todos os recorde da F1. Ayrton Senna fazia milagres nas pistas, foi o único e é incomparável.
Fica sempre a saudade do grande ídolo.

Abraços!

Leandro Montianele

SouMusic disse...

Nunca fui fã de F1... mas a figura do Sena sempre foi mto marcante... Msm nunk tendo sido um acompanhante de corridas, tb fiqei mal com o acidente...

Vlw!!!