Histórias Olímpicas VIII

14:46 Net Esportes 6 Comments

O Barão de Coubertin ficou fora de uma edição dos Jogos Olímpicos pela primeira vez desde o seu início, o idealizador da competição se afastou do COI em 1925, acreditava que a missão estava cumprida e se desiludiu muito com a profissionalização crescente entre os atletas, algo que ia contra os seus ideais. Assim a oitava edição das Olimpíadas aconteceu em Amsterdã, local que muitas vezes teve seu pedido de ser sede negado.

Além da ida para a Holanda, a saída do Barão trouxe outras mudanças radicais, como o aumento considerável de mulheres que chegou a 290 participantes, assim muitas modalidades ganharam representantes do sexo oposto e também novos problemas, como a alça do maiô da nadadora alemã Hildegard Schrader, que caiu e ela teve que nadar com o seio descoberto, além das várias atletas que passaram mal na final dos 800 m, fazendo o COI suspender as corridas acima de 200m para mulheres até 1960.

Mas nenhuma delas viveu o drama da norte-americana Elizabeth "Betty" Robinson, que foi descoberta aos 16 anos de idade quando corria atrás do ônibus escolar atrasada, passou a treinar a técnica e fazia em Amsterdã a sua quarta prova da vida, acabou vencendo os 100 m rasos e se tornou a primeira mulher a levar medalha de ouro no atletismo, ainda levou a prata no revezamento 4x100m mas não esperava uma tragédia três anos depois.

Betty acabou sofrendo um grave acidente aéreo em Chicago, parecia estar morta e foi levada para uma funerária dentro do porta-malas de um carro, acabou ficando sete semanas em coma e só voltou a andar depois de dois anos, conseguiu retornar aos treinos com muita força de vontade em 1933 e mesmo com dificuldades de dobrar o joelho e se abaixar para largadas, ela conseguiu o ouro no revezamento 4x100m em Berlim 1936.

Com o aumento da participação feminina e com o retorno dos países boicotados devido à Primeira Guerra Mundial, Amsterdã fez uma boa Olimpíada, soltando pombas brancas pela paz na Cerimônia de Abertura, e inovando com a pira olímpica acesa durante todo o tempo de realização dos Jogos que durou entre 17 de Maio e 12 de Agosto de 1928. Foi também a primeira vez que a Coca-Cola esteve presente nas disputas, onde milhares de caixas do refrigerante foram levadas no porão do navio norte-americano. (Foto: Arquivo/AP)

-
1924 - 1920 - 1912 - 1908 - 1904 - 1900 - 1896

6 comentários:

Lidianne Andrade disse...

muito legais as informações
pesquisa legal
amei o blog, pow
xero

Antonoly disse...

Interessante saber mais à respeito da história das Olimpíadas.

danisiinha disse...

mais uma ula de historia esportiva.... seus posts são sempre muito enriquecedores e interessantes...

Reporter x disse...

bem informativo

Debora Ferreira disse...

290 atletas femininas... que orgulho ! essa polemica da mulher que nadou com o seio descoberto eu lembro, mas o caso dessa nrote-americana ai eu não me lembrava...
to adorando os posts sobre as Olimpíadas ;)

Rádio Bagaceira disse...

nese tempo eu nem sonhava em nascer XD

Massa o blog!!


>>Rádio Bagaceira<<
http://www.radiobagaceira.blogspot.com/

>>Editora Bagaceira<<
http://www.edbagaceira.blogspot.com/