Gana é África na Copa 2010

18:06 Net Esportes 4 Comments

United States' Jonathan Bornstein (L) fights for the ball against Ghana's Asamoah Gyan during the 2010 World Cup second round match at Royal Bafokeng stadium in Rustenburg June 26, 2010. REUTERS/Alessandro Bianchi (SOUTH AFRICA - Tags: SPORT SOCCER WORLD CUP)
O estádio Royal Bafokeng, em Rustemburgo, tem um campo normal como qualquer outro estádio com uma trave de cada lado e tudo mais. Porém no segundo jogo válido pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo de 2010 parecia que a bola só queria entrar em dos gols, o que fica do lado esquerdo dos bancos de reservas. Uma vez no primeiro tempo, uma vez no segundo tempo e novamente no primeiro tempo da prorrogação, faltou somente entrar uma vez mais no segundo tempo da prorrogação, fato que determinou o resultado, provando que às vezes faz muita diferença escolher o lado do campo que você vai ficar quando ganha o cara ou coroa antes do jogo. Seja xom superstições ou não a Seleção de Gana tratou foi de ganhar o jogo contra os EUA e segue como o representante africano na África do Sul.

Muitas vezes já aconteceram antes mas é sempre interessante ver quando o goleiro de um time vai para o ataque no desespero de conseguir um gol. No caso o goleiro dos Estados Unidos já que quem atacou naquele lado que ele correu nos primeiros tempos foi sempre a equipe de Gana. Hoje a bola só entrava ali e ele quase teve sua chance de fazer se não fosse o seu companheiro de posição, quantas vezes Kingson socou a bola para longe quando ela era chutada para a área ganense? Foram muitas e o resultado foi sempre o mesmo, perigo afastado e gol evitado, assim Bill Clinton e Mick Jagger não aguentam, sofrem como todo o povo norte-americano que resolveu gostar de futebol.

Um terceiro lugar na primeira edição da Copa ocorrida em 1930 e um oitavo lugar alcançado na edição de 2002. Os Estados Unidos não trouxeram tacos de beisebol, não trouxeram bolas ovais e tão pouco pensaram em arremessar uma bola laranja em uma rede presa em uma aro. Quatro títulos da concacaf a a final alcançada na última edição da Copa das Confederações. Grandes nomes em campo como Donovan e Dempsey além de uma grande campanha na primeira fase com dois empates e uma vitoriosa milagrosa que os deixaram inclusive na primeira posição do Grupo. A força de superação americana que acreditava até o fim e o sonho de fazer bonito em uma esporte pouco popular em seu território davam uma esperança em que muitos se apoiavam, o destino talvez fosse outro se o adversário também fosse outro.
SOCCER/FUTBOL WORLD CUP 2010 OCTAVOS DE FINAL USA VS GHANA Action photo of Kevin Prince Boateng of Ghana celebrating a goal, during game of the 2010 World Cup held at the Royal Bafokeng Stadium, Rustenburg, South Africa./Foto de accion de Kevin Prince Boateng de Ghana celebrando un gol, durante juego de la Copa del Mundo 2010 celebrado en el Royal Bafokeng Stadium de Rustenburg, Sudafrica. 26 June 2010 MEXSPORT/JORGE REYES Photo via Newscom
Se Gana não era cotada para estar nas oitavas-de-final, tão pouco a Sérvia era cotada para enfrentar os Estados Unidos nessa fase da Copa do Mundo. As zebras correram soltas na África do Sul e a equipe de Gana que participa de sua segunda Copa do Mundo conseguiu chegar novamente nas oitavas-de-final que havia chegado em 2006. Ocasião em que perdeu para o Brasil. Mal sabiam que quatro anos mais tarde iriam conseguir avançar além de onde já tinham ido, uma fase onde só Camarões em 1990 e Senegal em 2002 chegaram quando representaram o continente africano, um continente inteiro que agora se apoia unicamente em um time, em uma Seleção, em Gana. De Kevin-Prince Boateng, de Gyan e de um povo inteiro que segue fazendo história, uma história que talvez ainda não tenha nem terminado de ser escrita. (Fotos: Alessandro Bianchi/Reuters e Jorge Reys/Mexsport/Newscom via PicApp)

4 comentários:

FilipeJMS disse...

Não gosto do futebol apresentado pela seleção de Gana, não me convence nenhum pouco, mas se continuarem assim vou ter rever meus conceitos eheheh!

Alice Daniel disse...

Poucas seleções convencem. Minha teoria é que ficam aquelas que possuem nas suas seleções jogadores que são titulares em seus clubes. Espanha e Itália possuem uma gama enorme de estrangeiros jogando em seus países. Como formar uma boa seleção?
É claro que a sorte atinge alguns times, mas o nível baixou muito!
Por isso tantas surpresas.

Afonso Júnior disse...

Up no comentáiro do FilipeJMS! A mais pura verdade! Rrrsss

Rogerio disse...

unica africana...todos vão torcer pra eles...vamos ver o que eles podem fazer...vamos brasil..eee