Regra do impedimento injusta

14:04 Net Esportes 8 Comments

Quando alguém quer saber se uma pessoa conhece futebol, principalmente uma mulher, logo pede para essa pessoa explicar a regra do impedimento. Ninguém discorda que a regra do impedimento é uma das mais confusas do futebol, jogador de ataque entre o último jogador da defesa e o goleiro, ou entre os dois últimos jogadores de defesa caso o goleiro de forma bizarra não esteja por ali, sem contar que goleiro e zagueiro podem estar em situação inversa e tudo mais, realmente uma grande confusão, mas que ainda por cima vai bem mais longe do que tudo isso. E esse talvez seja o grande problema da regra do impedimento, as tais ressalvas que dão muito mais vantagem ao ataque do que à defesa, bom porque o objetivo do jogo é muito mais fazer gols do que evitá-los, o que pode atrair muito mais interesse do público, porém ruim se visto de uma forma mais crítica, fazendo com que neste caso a complicada regra do impedimento não seja muito justa.

Não tem como não haver regra do impedimento, se fosse assim o futebol seria bizarro, com um jogador ou dois dentro da pequena área e os outros dando chutes para lá pra ver o que acontece, obviamente onde estariam dois ou três jogadores de defesa mais o goleiro, fazendo com que apenas cinco jogadores armariam as jogadas para aqueles dois tentarem fazer o gol, enfim, seria realmente esquisito. Mesmo assim isso não quer dizer que a regra do impedimento seja maravilhosa, ela é importante, mas tem um pequeno detalhe que não a deixa perfeita, tudo porque ela favorece o ataque e prejudica a defesa, justamente quando fala sobre o atleta que da condição de jogo ou o atleta que não participa da jogada, sendo o primeiro caso de um jogador de defesa e o segundo de um jogador do ataque, isso é algo errado, o jogador de defesa pode dar condição estando fora da jogada, isso é no mínimo injustiça com o time do jogador de defesa.

Se um jogador de defesa está muito mais próximo da lateral do que da grande área, e a jogada acontece dentro da grande área no lado oposto ao desse jogador, sendo essa jogada na típica cena do impedimento, onde o jogador de ataque recebe a bola livre e parte para o gol, estando ele entre o último jogador da defesa e o goleiro, ou seja, impedido, mas exceto por aquele jogador de defesa que está lá na lateral, nesse caso exercendo o famoso ‘dando condição de jogo’, porém totalmente fora da jogada e sem qualquer chance de defender seu time, mesmo que perto dele esteja outro atleta do ataque adversário que poderia receber a bola. Essa bola nunca será tocada para o lado, para o atacante será muito mais fácil encarar o goleiro, com totais condições de fazer o gol, sem a marcação de impedimento, que de um ponto de vista injusto com a defesa é um dos grandes absurdos da complicada regra de impedimento.

Em contrapartida a tudo isso, existe ainda a situação oposta, onde um jogador pode estar na mesma situação a do defensor citado na situação anterior, até mais próximo da grande área, mais próximo da linha de fundo até, e vendo do outro lado, ou dentro da grande área, por exemplo, seu companheiro de equipe receber a bola com um defensor na marcação lhe dando condição de jogo. Esse jogador consegue chutar e fazer o gol, a jogada é válida porque o jogador na situação de impedimento não participou da jogada, exatamente a mesma situação anterior, o zagueiro ou defensor não participa da jogada, não tem qualquer chance de evitar o gol, mas deu condição de jogo ao atacante, enquanto que o atacante, às vezes até com chance de fazer o gol em um rebote ou qualquer coisa, onde aí sim seria marcado o impedimento, não participa da jogada também e nada é marcado, o gol é validado e todos comemoram como se tudo fosse perfeito.

Não tem como questionar a segunda situação, realmente não tem porque marcar impedimento de um atacante, ou qualquer jogador do time que está atacando, se ele não estiver na jogada. O problema é a primeira situação, onde o jogador de defesa pode dar condição de jogo mesmo não estando na jogada, isso nada mais é do que privilegiar o ataque, dar mais vantagem para o ataque, mesmo porque a regra vai ser a mesma para as duas equipes, o campo tem dois lados, os dois times tem ataque e defesa e os torcedores querem ver gols, porém no fundo é uma grande injustiça, é algo que não ocorre muitas vezes durante um jogo e mesmo sendo tão difícil muitas vezes os bandeirinhas marcarem com precisão um impedimento, esse detalhe deveria ser levado em consideração, principalmente pelo fato do jogador de defesa não ter a menor chance de defender, e é isso que faz a diferença ser tão injusta. Quem sabe um dia esse detalhe mude, talvez no dia em que todos compreenderem melhor a confusa regra do impedimento, quem sabe no dia em que as jogadas puderem ser revistas pelos juízes no replay para evitar equívocos, em um futuro que está bem longe de acontecer. (Por: Net Esportes)

8 comentários:

Manu disse...

Concordo! (Embora futebol não tem sido minha grande prioridade ultimamente... Talvez um pouco pelas frustrações.)

Queria aproveitar p/ agradecer o comentário no meu blog. Obrigada!Sobre o Nightwish, com certeza é uma excelente banda, ainda sim com a saída da Tarja.
Sugiro que ouça Dark Passion Play - o último álbum da banda com a mesma formação, mas com nova vocalista.
Eu sou suspeita para dizer algo pois a banda significa muito p/ mim. Eu adorei a nova vocal, pude vê-los ao vivo em SP em 2008. Anette tem um tímbre totalmente diferente da Tarja (não lírica, no caso), mas sua voz é limpa e leve.
Em breve eles lançarão o novo álbum, Imaginarium, da qual estou bem empolgada para conferir o resultado.
Se tiver um tempo p/ ouvir, Dark Passion Play e quizer falar o que achou, pode escrever no blog novamente ok?

Grande abraço!

Net Esportes disse...

@Manu: Eu que agradeço você Manu, pode deixar que vou ouvir sim e te falo o que achei. abração !!!

Gol de Mão disse...

A regra é bem complicada mesmo, e em alguns casos - quando juíz leva a intenção do jogador de participar do lance - até injusta mesmo.

Dificilmente será mudado algo e cabe aos atacantes se preparem melhor pra nao cair nessa armadilha.

Abraço!

Equipe Blog Gol de Mão
www.bloggoldemao.blogspot.com

Net Esportes disse...

@Gol de Mão: Do atacante eu até concordo, o problema é quando o defensor que não participa da jogada acaba dando condição.

Patrick Araújo disse...

A regra eh clara como diria Arnaldo.. hauhauahuahau

Pra mim tinha q acabar com o impedimento. Assim a defesa ficaria mto mais esperta com o atacante e acabaria com a linha burra de certo treinadores que teimam em fazer...

Tbm iria acabar com as polemicas, na pelada que jogo socity n tem impedimento e eh show, n sei se no campo daria certo....

Net Esportes disse...

@Patrick: hahahha !!! mas Patrick ... acho que não daria muito certo não, no campo o cara ia se enfiar em baixo do gol, ou dentro da pequena área e não ia sair mais (o Ramário ia adorar) e aí ficaria muito estranho ... não ia da jogo eu acho !!!!

Ricardo disse...

Lógico que daria certo acabar com a regra 11, é injusta além de trazer prejuízo financeiro para o time que perde, imagina seu time do coração perder um campeonato importante por incompetência ou má fé do auxiliar.? Imagina perder uma copa do mundo para Argentina com um gol irregular?

Net Esportes disse...

@Ricardo: Muito obrigado pelo comentário Ricardo. Mas sem a regra do impedimento o jogo ficaria esquisito e perderia muito sua dinâmica. Em meu texto eu contesto um jogador dar condição estando fora da jogada enquanto um atacante fora da jogada não está em impedimento.