Na segunda veio sua primeira

10:03 Net Esportes 0 Comments

NEW YORK - SEPTEMBER 13: Rafael Nadal of Spain celebrates defeating Novak Djokovic of Serbia to win the men's singles final on day fifteen of the 2010 U.S. Open at the USTA Billie Jean King National Tennis Center on September 13, 2010 in the Flushing neighborhood of the Queens borough of New York City. (Photo by Al Bello/Getty Images)
Os protagonistas são os jogadores mas quem protagonizou mais do que o esperado foi a chuva. No US Open não tem aquele trabalho rápido para cobrir a quadra porque molhar o cimento não tem tanto problema quanto molhar a grama, e além disso eles tem vários secadores gigantes para deixar tudo pronto para o jogo novamente. O problema é que a chuva que caiu na cidade de Nova York no último domingo não parou nenhum instante qualquer, e assim pelo terceiro ano consecutivo a final do último Grand Slam do ano teve que ser disputada na segunda-feira, uma segunda que viu a água cair do céu novamente e uma segunda que viu um tenista levar sua primeira taça jogando em Flushing Meadows. Rafael Nadal já tinha o título do Aberto da Austrália, de Roland Garros, de Wimbledon e agora completa a sua coleção levando o US Open pela primeira vez, e isso nem significa que ele tem tudo que poderia ter no tênis.

Onde estará Roger Federer? O suiço não está acabado, é o recordista de torneios Grand Slam, venceu o Aberto da Austrália desse ano e foi finalista do US Open no ano passado. Mas porque não temos mais o duelo entre Rafael Nadal e Roger Federer em uma final de Grand Slam? O tenista espanhol faturou seu primeiro Grand Slam ao ser campeão em Roland Garros no ano de 2005, ocasião em que derrotou Mariano Puerta na decisão que foi um dos últimos suspiros dos argentinos no saibro. Depois disso apenas Federer no último jogo do torneio, sendo que o suiço é até hoje o único tenista que superou Nadal em uma decisão de Grand Slam, 2006 e 2007 em Wimbledon. Mas Nadal passou pelo rival nas três vezes que o enfrentou em Paris e ainda o superou na decisão australiana e também na casa de Federer, o torneio britânico sobre a grama.

Federer deve ter cansado de perder para o espanhol na final, sorte de Robin Söderling, Tomáš Berdych e Novak Djokovic, este último com um pouquinho mais de chance vencendo o segundo set da decisão desta segunda-feira na Arthur Ashe por 7-5, é pouco diante de apenas cinco games de serviço quebrados durante toda a competição do espanhol na Big Apple. Rafael Nadal mudou sua empunhadura na hora do saque e ganhou mais 16 Km/h de velocidade, essencial no piso rápido do US Open. A chuva se foi e depois de ter feito 6-4 no primeiro set ele repete o placar no terceiro e ainda vence o quarto por 6-2. Roland Garros voltou para ele neste ano de 2010 e Wimbledon também depois da final épica de 2008. Agora foi a vez d conseguir aquele título que faltava, o US Open e finalmente os quatro mais importantes torneios de tênis do planeta, somados à medalha de ouro olímpica em um feito que só Andre Agassi conseguiu fazer, porém o norte-americano foi um pouco além do que o espanhol que ainda pode chegar lá.
Rafael Nadal of Spain celebrates with his trophy after his victory against Novak Djokovic of Serbia during the men's final at the U.S. Open tennis tournament in New York, September 13, 2010.   REUTERS/Gary Hershorn (UNITED STATES - Tags: SPORT TENNIS)
Sua idade é apenas 24 anos, nove torneios de Grand Slam incluindo todos os quatro e a medalha de ouro em Pequim. O que falta para Nadal que Agassi conseguiu? O torneio Masters do fim do ano que reúne os melhores tenistas de cada temporada, sendo que neste ano de 2010 com três títulos de Grand Slam seguidos é a liderança folgada no ranking da ATP fica difícil já não apontar Rafael Nadal disparado como o melhor dessa temporada. Mas vencer o Masters hoje conhecido como ATP World Tour Finals é um novo desafio que sem dúvida Nadal também vai querer superar, assim como os 16 Grand Slam de Federer, as 286 semanas consecutivas como líder do ranking de Pete Sampras, os 109 títulos de Jimmy Connors ou ainda levar os quatro principais torneios no mesmo ano. Com essa força, novas técnicas e experiência para lhe dar com lesões como em 2009 fica difícil imaginar que não consiga, mesmo que seja em uma segunda-feira qualquer, a história já foi escrita e só resta esperar para saber quando a próxima taça será mordida. (Fotos: Al Bello/Getty Images e Gary Hershorn/Reuters via Picapp)

0 comentários: