Histórias Olímpicas X

10:43 Net Esportes 11 Comments

O ditador nazista Adolf Hitler não perdeu a oportunidade de usar os Jogos de Berlim 1936 como forma de divulgar seus ideais, que pregavam a supremacia ariana. Tomando o poder dois anos após Alemanha ter sido escolhida como sede, riu das tentativas inúteis do COI de tentar mudar o local do evento, usou o esporte como arma política para provar a força do seu país e sua raça, e conseguiu ficando a frente dos EUA no quadro geral de medalhas, mas este fato não foi o mais marcante daquele ano.

A teoria dos alemães brancos nazistas de superioridade foram derrubadas drasticamente por um negro filho de escravos, Jesse Owens marcou seu nome na história e saiu como o grande herói em Berlim, levou quatro medalhas de ouro nos 100m, 200m, salto em distância e revezamento 4x100m, a sua carreira entrou em declínio depois disso, tendo de correr contra cavalos por dinheiro, fumante morreu de câncer aos 76 anos, mas deixou marcado um dos momentos mas emblemáticos da história.

As autoridades olímpicas negam até hoje, mas reza a lenda que ao ver Owens ganhar a medalha de ouro contra o seu pupilo Fritz Lang (do qual Jesse se tornou amigo), Hitler se retirou do estádio olímpico, que havia gasto U$ 30 milhões para construir, evitando ter que estender a mão para o atleta negro, prática que fazia com todos os vencedores. Owens porém não guardou mágoas do ditador alemão, e sim do presidente dos EUA Roosevelt, que não reconheceu de nenhuma forma os feitos do então herói norte-americano.

Apesar de ter vencido as Olimpíadas, com nove medalhas de ouro a mais que os EUA, a Alemanha não atingiu suas expectativas, sendo derrotada inclusive em modalidades que havia treinado muito por vários anos para vencer, e além de ver a superioridade do negro Owens, teve que engolir a eleição de uma judia, a holandesa Hendrika Mastenbroek, como musa do Jogos. De bom mesmo só a inovação tecnológica dos alemães, que fizeram a primeira transmissão ao vivo por TV, através de um circuito fechado. (Foto: Arquivo)

-
1932 - 1928 - 1924 - 1920 - 1912 - 1908 - 1904 - 1900 - 1896

11 comentários:

Daniel Leite disse...

As conquistas de Jesse Owens em 1936 são as maiores da História das Olimpíadas!

Só lamento o fato de o presidente Roosevelt não ter reconhecido a grande vitória de seu compatriota.

Até mais!

JúNiOr_DeSeNhO disse...

Cara, Parabéns!

Muito bom o post. Curiosidades q eu não sabia. Aprendo bastante por aqui!

valeu!

Mijei disse...

POw muito legal esse post, ja sabia de algumas coisa que tinham acontecido nessa olimpiada, mas é sempre bom recordar!

Abraços e parabens pelo blog!


Mijei de Rir - Alegria e diversão!

Mijei disse...

Parabens pelo post, muito bom mesmo!
essas curiosidades das olimpiadas sempre são muito legais e ainda mais se for um momento tão marcante na historia como esse!


abraços


Mijei de Rir - Alegria e diversão!

Lica disse...

Este acontecimento como toda a segunda guerra mundial deve ser lembrada pra não chegarmos a este nivel de preconceito de brutalidade.
Ontem assinto a queda as ultimas horas de Hitler me dei conta de como qdo tão louco ele era , chegou a tanto poder sobre os outros. um psicológico abominável.
Este acontecimento foi mais um , idiota e terrivel de como ninguem entrava no seu caminho.
parabéns pelo post,

bjokas
http://deslica.blogspot.com/

blog disse...

Essa história do Owens é famosa e emblemática, assim como é emblemática a história dos atletas norte-americanos que fizeram o símbolo dos Panteras Negras nas Olimíadas de 68, no México.

é impressionante como os afrodescendentes têm mais histórias para contar, no esporte, do que os branquelos.
Vide Pelé, Muhhammad Ali, Michael Jackson, Owens, Carl Lewis, Edwin Moses etc.
Interessante tb é que a hegemonia é norte-americana.

Abraços
É sempre bom aparecer por aqui.

Neto Morais disse...

Foi o maior paradoxo da historia dos esportes mundiais em todos os tempos.

Debora Ferreira disse...

Bem feito pra Alemanha viu... teve que engolir um negro vencedor e uma judia como musa... Hitler RIDICUULOO

[Jo.] disse...

Adorei o blog. Ótima curiosidade. Realmente não sabia disso! Aproveitando para retribuir a visita no meu blog. Parabéns!!!

Vinicius Grissi disse...

Esta história já era mais conhecida. O Hitler realmente aproveitou bastante a força e visibilidade dos Jogos, como forma de expandir e divulgar seus pensamentos.

Querido amigo avassalador...
parece até que intui a existencia desse post...Fico emocionada com essa historia sempre que vejo!
Até porque a historia dos atletas tem sempre dramas pessoais importantes ainda mais no atletismo... Adorei mesmo o seu blog. Elegante e bem escrito!
Quer trocar banner?
mande pelo orkut ou email ok