Agora é em Roland Garros

09:48 Net Esportes 0 Comments

Em 2004 o mundo a conheceu quando ela se tornou a grande campeã de Wimbledon, dois anos mais tarde a já então musa do tênis feminino Maria Sharapova ganhava outro Grand Slam, o US Open, e mostrava que nada havia acontecido por acaso. Sua sina se tornou reinar a cada dois anos, assim ela aumentou sua coleção dos maiores torneios do tênis mundial ganhando o Aberto da Austrália em 2008. Não é fácil ganhar três torneios Major´s em três pisos diferentes, a russa conseguiu e não havia quem duvidasse que ela poderia ganhar o quarto, quem sabe em 2010, mantendo a rotina de faturar um a cada dois anos? Não foi possível, caiu na terceira rodada e desde Wimbledon 2009 não passa das oitavas-de-final em um Grand Slam, só que isso não significa que o sonho de Roland Garros terminou.

Roland Garros, o Aberto da França, um dos torneios de tênis mais charmosos do mundo disputado na terra batida de Paris, a capital das luzes que brilham intensamente, assim como brilha em cada uma de suas apresentações a jogadora amada por inúmeros fãs em todo o mundo. Maria Sharapova já conseguiu chegar até a semifinal em 2007, e em outras três oportunidades avançou até as quartas-de-final, já ficou mais do que provado que o saibro não é um problema, as lesões e a superioridade das adversárias, às vezes até pelos momentos que vivem, é que a impediu de ser mais feliz. Os intervalos de dois em dois anos acabaram, mas Roland Garros pode se tornar uma realidade após três anos, a prova disso é que Sharapova está em boa forma, e também confiante, pois se tornou campeã no Masters de Roma pela terceira vez.

Victoria Azarenka, que vem dando trabalho, abandonou o jogo e colocou Maria nas semifinais. Veio a número um do mundo Caroline Wozniacki, que tinha tudo para vencer, mas Sharapova não deu a mínima chance para ela. Na grande decisão realizada no Foro Itálico a freguesia da australiana Samantha Stosur pela frente, e mais um show de superioridade da musa russa que acabou vencendo de forma contundente por 2 sets a 0, parciais de 6-2 e 6-4. Ganhar em Roma uma semana antes de começar o segundo Grand Slam do ano pode não significar tanto quanto parece, já que no ano passado a campeã Francesca Schiavone só havia ganho em Barcelona, tendo sido eliminada nas primeiras rodadas de Roma e de Madrid também, mesmo assim se continuar jogando como está o sonho de faturar o quarto Grand Slam de sua carreira pode estar perto de se tornar realidade.

Sharapova favorita em Roland Garros na chave feminina e Rafael Nadal sem os 100% de favoritismo que sempre o acompanham no saibro francês. Como é possível que o reinado absoluto de Nadal esteja ameaçado? A resposta para essa questão inédia se chama Novak Djokovic, o tenista sérvio que parece estar possuído neste ano de 2011 e que conseguiu passar pelo espanhol pela quarta vez em uma final desde o mês de janeiro, se não bastasse a segunda no piso de saibro, o favorito de Nadal. Sem contar que aumentou sua invencibilidade para 39 jogos e que bateu o rival na final em Roma com um duplo 6-4, logo Nadal, que já havia vencido por lá cinco vezes. A única vez que Nadal não havia ganhado foi em 2008, justamente o ano em que Djokovic havia sido campeão pela primeira vez por lá. O Aberto da França está chegando eles já deram o primeiro passo, Maria Sharapova e Novak Djokovic, agora é em Roland Garros. (Foto: AFP PHOTO / FILIPPO MONTEFORTE)

0 comentários: