Histórias Olímpicas XII

11:49 Net Esportes 6 Comments

Nunca uma cidade tão pequena sediava os Jogos Olímpicos, Helsinque, na Finlândia, tinha apenas 367 mil habitantes em 1952, e o estádio olímpico comportava um quinto desse número, terra de grandes nomes do esporte como Hannes Kolehmainen e Paavo Nurmi, viu ali o inicio do confronto entre EUA e União Soviética que se instalaram inclusive em vilas olímpicas separadas, além do surgimento de novos heróis, sendo um tcheco e um brasileiro.

O Mundo conhecia definitivamente Emil Zatopek, que recebeu o apelido de "Locomotiva Humana", ele conseguiu um feito inédito que jamais foi repetido até hoje, venceu a prova dos 5.000m, a dos 10.000m e também a maratona, todas de forma tranquila e sem dar chances aos adversários. O atleta que treinava no exército com botas militares, venceu também a tradicional corrida de São Silvestre em 1953.

E para o Brasil as coisas também foram bem, o país conquistou seu segundo ouro da história, com Adhemar Ferreira da Silva no salto triplo, o atleta negro e forte que chamou a atenção do público, passou a ser aplaudido e ovacionado calorosamente depois do feito, ele caminhou perto das arquibancadas e aos poucos começou a correr para agradecer, criando assim a tradicional 'Volta Olímpica', costumamente imitada até hoje por vários campeões.

Títulos, recordes, consagrações e o retorno da Alemanha às disputas marcaram a Olimpíada de Helsinque 1952, mas a Guerra Fria entre as duas maiores potências mundiais tinha mais um palco para batalhas, os Estados Unidos que desde Sanit Louis só haviam perdido uma edição, venceram novamente, mas mesmo com 40 ouros contra 22 dos soviéticos, viu a força do rival que teve apenas cinco pódios a menos, 71 contra 76. (Foto: Arquivo)

-
1948 - 1936 - 1932 - 1928 - 1924 - 1920 - 1912 - 1908 - 1904 - 1900 - 1896

6 comentários:

Jamila Carvalho disse...

poxa, não sabia que tinha sido um brasileiro que inventou a volta olímpica!!!
muito bom!!!

Elayne Portela disse...

Muito bom o post.
Deu vontade de ler todo o restante (e vou ler ;])....
Qdo eu era criança fica ouvindo histórias sobre atletas olímpicos que meu avô um aficcionado por esportes não cansava de contar.
Adhemar Ferreira foi um ícone!
Parabéns pelo blog!!

Michelle disse...

muito legal ótimo até pra quem não entende nada de esporte(como eu),rsrs!muito curioso,gostei muito ,nota 10!

Vinicius Grissi disse...

Para perceber o quanto a competição cresceu. Uma pequena cidade já foi sede, hoje grandes cidades não tem condições para receber...

Breiller disse...

Nunca tinha ouvido falar no Zatopek. Bacana isso dele treinar com botas. E os corredores de hoje reclamando das sapatilhas pra lá de modernas.

Brasileiros sempre fazendo moda quando o assunto é comemoração. Basta lembrar também que o Bellini foi quem instituiu o gesto de levantar a taça da Copa do Mundo. E o Souza, por sua vez, lançou o créu. Uma escola do futebol e das comemorações...

Anônimo disse...

Pelo que diz a história a volta olímpica era realizada há muitos anos antes deste episódio. Se não me engano foi no futebol nas olimpiadas de 1924.