Histórias Olímpicas XXI

15:34 Net Esportes 13 Comments

A Coréia do Norte recusou o convite, Cuba não compareceu e alguns outros países como Etiópia não tiveram recursos financeiros para enviar suas equipes, mas a edição Olímpica de Seul 1988 marcava o fim dos boicotes e teve novamente juntos URSS e EUA, a Alemanha fazia sua última participação dividida entre Oriental e Ocidental, mas toda a beleza da Coréia do Sul acabaria manchada por um dos maiores escândalos de doping olímpico da história.

Bilhões de pessoas acompanhavam pela TV em todo o planeta, a mais clássica prova de pista do atletismo, os 100m rasos, viu a estupenda performance do canadense Ben Johnson que marcou um tempo inimaginável para a época, os 9s79 lhe deram folga para comemorar antes da linha de chegada e ainda olhar os adversários, dois dias depois foi flagrado no doping pelo uso de esteróides anabolizantes. O ouro caiu no colo de Carl Lewis, que havia feito o tempo de 9s92.

Apesar de mais um caso de doping no halterofilismo, as Olimpíadas da Coréia também tiveram o seu lado esportivo brilhando, como no caso da alemã Kristin Otto que faturou seis medalhas de ouro na natação, esporte que teve a primeira vitória de um negro, Anthony Nesty, do Suriname. Houve ainda o recorde de sete participações seguidas da sueca Kerstin Palm e ainda a emocionante cerimônia de abertura com Song Kee-chung, herói chinês que competiu pelo Japão em 1936 onde venceu a maratona, carregando a tocha olímpica.

Os soviéticos voltaram a dominar o quadro de medalhas, deixando os EUA apenas em terceiro lugar com direito ao ouro no basquete masculino, fato que levaria os norte-americanos a convocar jogadores da NBA para as próximas edições olímpicas. O Brasil ficou com apenas uma medalha de ouro, Aurélio Miguel no judô categoria meio-pesado, mas tiveram ainda duas pratas e dois bronzes. (Foto: Arquivo)

1984 - 1980 - 1976 - 1972 - 1968 - 1964 - 1960 - 1956 - 1952 - 1948 - 1936 - 1932 - 1928 - 1924 - 1920 - 1912 - 1908 - 1904 - 1900 - 1896

13 comentários:

Jonatas Fróes disse...

Tudo isso no ano em que eu tava nascendo hehehehehe xD~

EUA em terceiro lugar no quadro de medalhas hoje é ficção científica né?! Hehe

[]'s

http://musica-holic.blogspot.com/

O Brasil sempre é um fiasco em copetições olimpícas. Só se garante mesmo no futebol. Em competições olimpícas, sempre imperam ostrês poderosos´:Rússia, Cuba e EUA. SErá que é falta de incentivo aos esportes nas escolas. Não sei. Mas desconfio que sim.

Realmete foi extremamente vergonhos o dopping do ben johnson.
http://gruposaberviver.blogspot.com/

Leandrus disse...

E graças a Deus o basquete masculino dos EUA não ganhou ouro nessa Olimpíada. Assim pudemos ver um time histórico em quadra em 92 (quer dizer, eu só tinha 4 anos, vi por fitas de vídeo, rs).

OBS: Adicionei seu blog na lista de favoritos do meu. Além de gostar deste espaço, posso me lembrar com maior frequência de passar aki...

Priscilla Bar disse...

Desculpa a ignorância mas pq esses caras se dopam?será que eles nao percebem que SEMPRE vao ser pegos no Dopping?!Eu nao entendo isso...

Joga a carreia no lixo,pra q?Enfim...

Nao lembro bem dessa nao...Lembro mais da de 92.

Marcelo disse...

Doping e olimpiadas sempre andaram juntos. O que melhorou (e muito) foram as formas de detecção. E ainda acredito que isso será um jogo de gato e rato por muitos anos.
Cara, o Ben johnson parecia uma rã... aquilo não era normal não..

Uma das maiores alegrias da minha vida foi ter conseguido ir naqueles Jogos, meus primeiros. Estava no Estádio Olímpico naquela tarde inesquecível da vitória do Ben Johnson. Vibrei muito com o Robson na pista da prova que bateu todos os recordes de audencia no Globo (estimou-se mais de um bilhão de pessoas na frente da TV)Mais surpreendente ainda foi acordar na manhã seguinte com aquela notícia da desclassificação dele por doping. Como eu gostaria que aquilo tivesse servido de lição decisiva contra aqueles q usam, de forma criminosa contra o próprio corpo, de subterfúgios como o doping.
Uma pena, mas ainda milhares de atletas (e não atletas tb) se 'bobam' por ai.
Uma pena... :o(

Cuba sempre Cuba...
Os cara é forte heim kkkk fala sério hUHUfhuahuHUhfa..

Eiiiiiiiiiiii vc curte o esporte olimpico Taekwondo??

Bjs

Loucos por F-1 disse...

Independente do esporte o doping é muito vergonhoso. É algo que não se pode relevar, sendo que a punição tem que ser a mais severa possível.

Espero que não tenha escandalos de doping nesta olimpiada, seria algo espetacular para o esporte.

Abraços!

Leandro Montianele

Bruno Pinto disse...

Mas que grande blog este, falando de vários desportos e de tudo o que interessa saber.

Sobre os 100m, este ano teremos um português (naturalizado) Francis Obikwelu candidato a uma medalha.

Jorge Costa disse...

Muito bom o seu blog.Ele esmiúça todos os esportes e é bastante informativo nas postagens e tem belíssimas fotos.
Agora com as Olímpiadas, acredito que o seu trabalho nas postagens vão se redobrar para nos manter informados de tudo que acontecer em Pequim.
Já estou te adicionando a minha lista de amigos.
Abraços vascaínos

Ricky_cord disse...

Carl Lewis foi um grande e completo atleta.

Daniel Leite disse...

A derrota americana no basquete foi positiva. Os Jogos Olímpicos devem reunir os melhores de cada esporte, sem restrições. E os melhores estão e recentemente sempre estiveram na NBA. Não só pelos E.U.A., mas também por todos os outros. O que seria da Argentina sem Ginóbili, da Espanha sem Gasol, ou da Alemanha sem Nowitski?

Até mais!