A explosão da Serena Williams Atômica

11:11 Net Esportes 0 Comments

us open
Em agosto de 1945 os Estados Unidos lançaram bombas atômicas contras as cidades de Hiroshima e Nagasaki, no Japão. Já em setembro de 2018, na cidade de Nova York, uma jogadora de tênis americana explode como uma bomba atômica contra uma jovem e pequena jogadora japonesa. Na época da Segunda Guerra Mundial os japoneses que apoiavam os alemães nazistas saíram derrotados, mas quando a batalha se resumiu em apenas um jogo de tênis restrito ao âmbito esportivo, foram os asiáticos que acabaram rindo por último. Naomi Osaka ganhou um torneio de Grand Slam pela primeira vez em sua carreira, enquanto isso do outro lado da quadra o que se viu foi a explosão da Serena Williams Atômica.

Alguns dizem que tudo começou na implicância com a roupa que ela usou no torneio de Roland Garros. Outros acreditam que não está a fácil a vida depois que ela virou mãe. São muitas noites sem dormir direito, novas rotinas e responsabilidades, pouco tempo para treinar e a idade cada vez mais avançada que vai pesando sempre um pouco mais a cada dia. Ousada, ela vem com uma roupa ainda mais extravagante, parece até uma bailarina, mas quando encaixa o seu Forehand vencedor com certeza não há delicadeza. Serena Williams sempre teve sua imagem associada à força e fúria, mas talvez ela tenha mudado um pouco depois que se tornou mãe.

Ao ver Serena Williams em quadra, andando lentamente entre os intervalos dos pontos e dos games, respirando fundo e mostrando um poder de concentração fora do comum, parece que vemos uma nova Serena. Nem de longe ela lembra aquela Serena pouco serena de 2004 e 2009, quando foi penalizada, punida, xingou árbitros e levou multas. Perdeu jogos importantes e chances de ganhar mais títulos de Grand Slam jogando em casa. Porém, infelizmente os dias de paz duraram pouco, até o dia da grande final do US Open na grandiosa Nova York. Uma derrota no primeiro set para uma jovem japonesa até então pouco conhecida. Um simples jogo de tênis então se transforma em uma Terceira Guerra Mundial.

O árbitro de cadeira vê o técnico passando instruções e registra uma advertência. Como é possível no Século 21 ainda ser proibido um técnico de tênis dar instruções ao seu jogador durante um jogo? Um pouco mais tarde Serena teria ofendido o árbitro e vivido um momento de explosão que culminou na quebra de sua própria raquete. Mais punições, perda de pontos e até perda de um game inteiro. Aí não teve mais jeito, a derrota se tornou inevitável. Depois de transparecer tanta calma, Serena enfim explodiu como uma bomba atômica, novamente em um confronto entre Estados Unidos e Japão, mas desta sem vítimas fatais, pois quem perdeu foi ela mesma. Uma derrota por exagero do árbitro ou por um jogo mal jogado? Osaka não tem nada com isso, mas mesmo vencendo ela sofreu tanto quanto sofrera Hiroshima e Nagasaki.

0 comentários: