Super Bowl LIII: Bill e Tom

10:38 Net Esportes 0 Comments

net esportes
Normalmente o grito que fica entalado na garganta é o de campeão, mas o Super Bowl LIII nunca viu um grito de touchdown demorar tanto tempo para acontecer. Em toda a história do futebol americano nunca se viu antes uma decisão de título com tão poucos pontos nos três primeiros quartos: apenas seis. Parecia até que nem o Los Angeles Rams e nem mesmo o New England Patriots queriam vencer, mas na verdade eles estavam jogando como nunca para não perder. E quem começou perdendo foram os patriotas da Nova Inglaterra, mas não no placar que abriu três a zero em seu favor no segundo quarto com um field goal de Stephen Gostkowski, mas sim no erro que Gostkowski havia cometido ainda no primeiro quarto. Errar um chute em um jogo tão importante como este pode ser crucial para uma vitória, assim como acertá-lo faltando apenas um minuto para o apito final pode determinar a vitória.

Muito antes disso, porém, o jogo seguia em um equilíbrio nunca antes visto na história. E não é porque os jogos de Super Bowl não tenham equilíbrio, mas mesmo em jogos equilibrados os número no placar também são elevados. Desta forma, sem muita emoção, mas sobrando tensão, o Rams chega ao empate com Greg Zuerlein. Acertar um chute em um jogo tão importante como este pode ser crucial para uma vitória, assim como errá-lo faltando poucos segundos para o apito final podem determinar que a última gota de esperança escorreu para sempre no mais profundo ralo da tristeza sem fim, ou sem um mísero touchdown. O Los Angeles Rams conseguiu a incrível façanha de não marcar nem ao menos um touchdown em todo o Super Bowl LIII. Melhor para o Patriots, que pelo menos uma vez conseguiu soltar o grito que estava mais do que engasgado no fundo da alma.

O jogo estava no último quarto e faltavam apenas sete minutos para terminar o tempo regulamentar. As defesas de ambos os times estavam inacreditáveis e o placar magro mostrava um empate doloroso em apenas três a três. Nesse momento crucial da partida brilhou a estrela de um velho conhecido de tantos anos e tantas histórias. Tom Brady começou a acertar os passes mais longos que Jared Goff não estava conseguindo. Desta vez não poderia ser apenas mais um field goal de desempate, desta vez precisava de um pouco mais, precisava soltar aquele grito entalado na garganta. Julian Edelman fez o milagre da aproximação acontecer, ele acabou sendo eleito o MVP do jogo, e na sequencia Sony Michel deu ao fanático torcedor o prêmio que ele tanto merecia. O grito de touchdown saiu, mas ainda faltava o grito de campeão.

O técnico do Patriots Bill Belichick tem 66 anos de idade. Sean McVay, técnico do Rams, tem metade da idade dele. O técnico do Rams é oito anos mais novo que o quarterback do New England Patriots, que estabeleceu mais recordes para sua gloriosa carreira. E tudo isso foi culminado quando faltava pouco mais de um minuto para acabar o jogo. Depois do grito de touchdown, saiu o grito de campeão, e foi dos pés de Gostkowski, o mesmo que havia errado um chute de field goal no começo do jogo, desta vez acertou a uma distância de 41 jardas. Ao Rams ainda restava uma fagulha de esperança, mas tudo foi por água abaixo quando Greg Zuerlein errou o chute de field goal. Desde o Miami Dolphins no Super Bowl VI uma equipe não deixava o campo sem marcar nenhum touchdown no jogo do título.

A história do New England Patriots começou em 1960, mas antes da união de Tom Brady com Bill Belichick eles nunca haviam sido campeões. O primeiro título veio em 2001 e, em 2004, já eram três. Depois disso voltaram ao Super Bowl outras duas vezes, e nas duas foram derrotados. O tempo foi passando, mas a idade avançada dos dois principais trunfos não se tornou um problema. Desde 2014 eles não foram ao super Bowl apenas em 2015, e só perderam a decisão do ano passado para o Eagles. Tom Brady se tornou o quarterback com mais aparições em Super Bowl, nove no total. O jogador mais velho a ser campeão, o jogador que mais títulos tem na carreira, com seis. O Patriots igualou o Pittsburgh Steelers como equipe que mais venceu na história com seis. Bill Belichick é o técnico mais velho a ser campeão, o técnico que mais vezes foi campeão e o que mais vezes disputou o Super Bowl. Foi tenso, nervoso, com gritos entalados na garganta, mas eles fizeram novamente. Assim sendo, a dupla Tom e Bill são os primeiros indicados ao prêmio Net Esportes de melhores do ano de 2019.

0 comentários: