Campeões 2021: Novak Djokovic

13:48 Net Esportes 0 Comments

Em um passado recente o tenista americano Pete Sampras chegou aos incríveis 14 títulos de Grand Slam no tênis. O até então recorde era um número mágico, grandioso e parecia até que não seria superado tão cedo. O tempo, no entanto, acabou passando rápido demais e logo surgiram três jogadores para dominar o circuito de uma forma jamais vista na história. Federer, naturalmente por ser mais velho que Nadal e Djokovic, foi o primeiro que superou Sampras e logo foi aumentando seu recorde e chegando ao número inacreditável de 20 taças. Mas não demorou muito para Nadal igualar ele em 2020 e, agora em 2021, Djokovic se aproxima com força chegando ao seu Grand Slam 18 depois de conquistar mais uma vez em sua carreira o Aberto da Austrália, onde jamais perdeu uma decisão.

Nove finais e nove conquistas para Djokovic na terra do canguru. Lá ele domina, assim como Federer dominou na grama de Wimbledon onde ganhou oito vezes e assim como Nadal domina no saibro de Roland Garros, onde ganhou nada a menos do que 13 vezes. Para o espanhol, que já ganhou Olimpíadas, pesa um pouco o fato de que seu trunfo seria vencer "só" no saibro, mesmo que já tenha ganhado em todos os outros. Na Austrália ele só venceu uma vez, mas tanto Federer quanto Djokovic só venceram uma vez na França, e nunca venceram Olimpíadas. Federer tem prata e Djokovic bronze. Sampras nunca ganhou Roland Garros também, então essa parece ser a sina dos recordistas, alcançar um número de conquistas tão alto e impactante, mas saber que não é totalmente dominante.

A nona conquista de Djokovic no Aberto da Austrália veio em uma quadra chamada de Rod Laver. A homenagem é ao jogador australiano que até hoje é o único que venceu os quatro títulos de Grand Slam no mesmo ano. Ao todo ele tem 11 conquistas, mas elas se dividem entre antes de depois da Era Aberta. A conquista dos quatro maiores torneios de tênis no mesmo ano aconteceu duas vezes se uma já não fosse bastante, e elas foram justamente uma antes e uma depois da Era Aberta, para não ficar dúvidas. Esse talvez fosse o grande trunfo para Djokovic se diferenciar dos demais caso venha a superá-los no número total de Grand Slam, mas será que ele será capaz de passar por Nadal em Roland Garros? A briga entre eles será intensa nos próximos anos, e certamente Federer ficará para trás assim como já ficou Sampras um dia.

0 comentários: